Museu Mariano Procópio – Reabertura do Castelinho

Se você é um típico juizforano ou se já mora na cidade há tanto tempo que esse simples fato te torna mais íntimo daqui do que de qualquer outro lugar, então muito provavelmente você tem belas lembranças dos passeios pelo Museu Mariano Procópio. A grande faixada, os incríveis jardins, os longos corredores com piso de madeira que nos permitiam ouvir cada passo dado e claro, os belíssimos quadros e esculturas que estavam por onde quer que você olhasse… esses são apenas alguns dos pontos que tornam nosso Museu tão encantador! Nessa edição a gente chega pra falar sobre esse grande patrimônio histórico da cidade que está abrindo suas portas novamente! 

Inaugurado no dia 23 de junho de 1921, o Museu Mariano Procópio nasceu a partir da extensa coleção de Alfedro Ferreira Lage com um acervo que contabilizava cerca de 53 mil objetos de valor histórico. Entre eles haviam pinturas, desenhos, livros raros, gravuras, fotografias, documentos, mobiliários, porcelanas, cristais e peças de História Natural.  O acervo é considerado um dos mais importantes do país e tem como destaque a coleção de peças a partir do século XVI até o século XIX.  Em 2016, após dez anos fechado para reforma, o Museu abriu suas portas para a reabertura parcial de suas dependências com uma exposição de 200 peças na Galeria Maria Amália e esse ano a Villa do Museu Mariano Procópio ou Castelinho, como é mais conhecida, está novamente aberta para visitação.   

unnamed (1)

O prédio, construído em 1861, foi reaberto após o processo de restauro, permitindo que a população pudesse participar de visitas guiadas ao local. Foram feitos restauros de todo o piso de madeira, rodapés, forros e dos ornatos da Sala de Música, além da recomposição das paredes da Sala de Visita e da escadaria de madeira. Outros reparos e consertos também foram feitos para que a estrutura e os principais elementos do Castelinho fossem preservados.   

Os horários de visitação ao Castelinho foram ampliados para melhor atender a população. Anteriormente as visitas aconteciam em apenas um horário por dia, mas nesse período será possível a formação de grupos, com no máximo 15 pessoas, de terça a sexta-feira, nos horários de 10h30 e 15h. A entrada é gratuita e as senhas serão distribuídas minutos antes. Além de apreciar os detalhes arquitetônicos da época, o público também poderá conhecer as curiosidades a respeito da residência. Então, você já sabe, né?! Nada de perder a oportunidade de visitar nosso charmoso Museu e conhecer um pouco mais sobre as histórias que se passaram no Castelinho. JF tem muita coisa linda pra gente conhecer e em um tempo que tentam com unhas e dentes desmoralizar a nossa cultura, se torna essencial que nós valorizemos o acesso democrático aos espaços culturais que nossa cidade oferece! Ocupar esses espaços é também fazer parte dessa história! 

 o-gibra-indica-azul-correto

  • Tags: